Divulgação

Se um deus lhe dá uma asa, ele quer que você aprenda a voar só com uma asa? Há impossibilidade no abraço (os corações sempre estão em lados opostos) ou um abismo que se abre no meio dos abraços? A indefinição e a incompetência diante da vida (“relembrar/ é fazer/ morrer/ de novo”), são alguns dos temas recorrentes em Teu pai com uma pistola, primeiro livro de Thiago Mattos (foto), editado pela Confraria do Vento. Nos versos, a simplicidade do dia a dia é, às vezes, trespassada por um toque de surrealismo ou um travo de ironia. Tudo parece muito fácil, mas a dificuldade espreita pelas frestas. Os poemas parecem escorrer entre nossos dedos com a fluidez da água, mas, se prestarmos atenção, há um rastro vermelho. O que escorre, afinal, é água ou, na verdade, sangue?

 

SFbBox by casino froutakia