Reprodução

O site Bibliomaniatraz informações sobre livros raros. É o caso da coleção de livros sobre Giselle Montfort, a espiã nua que abalou Paris, inventada em 1948 pelo jornalista David Nasser, ele mesmo uma espécie de estrela da revista O Cruzeiro, a maior do país na época. Os livros se tornaram verdadeiros best-sellers. Como Nasser matou a sedutora espiã no final da saga, Lou Carrigan (pseudônimo do espanhol Antonio Vera Ramirez) fez nascer sua “filha” Brigitte Montfort (ao lado, no traço de José Luiz Benício da Fonseca, que assinava só Benício), na mesma linha, misturando violência e sexo. As aventuras de Brigitte fizeram sucesso pela Editora Monterrey, que nos anos 1960 e 1970 dominou o mercado brasileiro de livros populares em formato de bolso.

SFbBox by casino froutakia