A Escrituras Editora, dirigida por Raimundo Gadelha, vem mantendo uma atividade intensa, desde que foi fundada em 1994. Um de seus recentes lançamentos é Sangue novo, uma coletânea com 21 poetas baianos nascidos na década de 1980, organizada pelo também atuante José Inácio Vieira de Melo. A maioria dos poetas são inéditos em livro, mas possui blogs ou atuam como recitadores em bienais e festivais literários. A seleção mantém um nível de qualidade regular, mas alguns poetas se destacam: Alexandre Coutinho, com suas imagens insólitas; Daniel Farias, com uma surpreendente maturidade poética; Edson Oliveira, uma grata surpresa por sua originalidade e frescor; e Érica Azevedo, pela contenção e contundência. Uma boa iniciativa da editora, que poderia contemplar outros estados.

SFbBox by casino froutakia