A editora Autêntica inicia o lançamento da obra de Maria Gabriela Llansol (foto), uma estranha (e desconhecida no Brasil) escritora portuguesa, para quem “tudo é simultâneo e tem as mesmas raízes, escrever é o duplo de viver”. As primeiras obras são três diários: Um falcão no punho, Finita e Inquérito às quatro confidências, seguidos de um pequeno volume com entrevistas dadas pela autora, juntos numa caixa. Os livros vêm apresentados por Arnaldo Antunes, Lucia Castello Branco e Alice Ruiz, que ressaltam o caráter labiríntico e  fragmentário da escrita de Llansol, bem como sua originalidade. Fazer da vida a palavra, fazer da palavra a vida, sem que isso resulte em intensidade menor para uma ou outra, pelo contrário: o que se irradia dos livros da escritora é, sobretudo, fulgor.

SFbBox by casino froutakia