Embora tenha se espalhado pelo mundo (tendo expoentes como Victor Hugo na França, Lord Byron na Inglaterra e Castro Alves no Brasil), o movimento estético denominado de Romantismo nasceu e cresceu na Alemanha. Em Romantismo - Uma questão alemã, da Editora Estação Liberdade, o ensaísta Rüdiger Safranski traça um vasto painel do movimento, desde seu surgimento, em 1769, até a revolta estudantil de Maio de 68, passando pelo nazismo. Figuras estelares como o jovem Goethe, Schiller e Heine (ao lado) são citados junto a personagens menos conhecidas mas não menos importantes. Fica, para o autor, a conclusão de que mais do que um movimento datado, o Romantismo é uma postura de vida. O único perigo é, pelos seus excessos, querer vivenciá-lo misturado com a política.

SFbBox by casino froutakia