Allen Ginsberg, Jack Kerouac, William Burroughs, Gregory Corso são alguns dos nomes imediatamente lembrados quando se fala na geração beat norte-americana que, nos anos 1950, antecipou as inquietações juvenis que iriam deflagrar em 1968 uma revolução nos costumes ocidentais. O que pouca gente sabe é que a geração era formada também por mulheres ativas e talentosas como a precursora Madeleine Gleason e as seguidoras Diane di Prima, Denise Levertov, Josephine Miles, Joyce Johnson, Jones Hettie, McClure Janna, Pommy Janine e Anne Waldman, que foram totalmente esquecidas. Segundo Corso, “nos anos 1950, se você era homem, podia ser um rebelde. Mas, se fosse mulher, sua família mandava trancá-la”. Quem quiser saber mais sobre o assunto deve consultar o livro Women of the Beat Generation, de Brenda Knight (Conari Press, 1996). Há também referências no livro Geração Beat, de Claudio Willer (L&PM Pocket, 2009).

SFbBox by casino froutakia