Lançado em 1931, o livro de ensaios do crítico literário norte-americano Edmund Wilson, O Castelo de Axel(Estudo sobre a literatura imaginativa de 1870 a 1930) ainda é uma referência de peso. No Brasil a última edição é de 2004, pela Cia. das Letras. Escrito quando Ulisses, de Joyce, ainda estava proibido nos EUA por suposta pornografia e quando T. S. Eliot ainda era visto como um poeta sem grande importância, Wilson salienta a qualidade destes autores, numa postura convicta e despida de pedantismos ou jargões acadêmicos. Ele elogia Joyce, mas também o critica, com a mesma autoridade. A certa altura chega a dizer: “Como Proust, Joyce tem pouco respeito pela capacidade de atenção do leitor”. O que pode vir a ser uma chave para uma das possíveis leituras de Ulisses.

 

 

SFbBox by casino froutakia