Reprodução

Alagoano crescido no Recife e agora radicado em São Paulo, o jornalista Lula Falcão (foto) estreou na ficção com o divertido romance Todo dia me atiro do térreo, cuja heroína era viciada em literatura, vodca e miojo. Em seu segundo romance, Iberê segundo Paulo(Editora Nhambiquara) retoma o estilo farsesco e sarcástico para retratar uma dupla de crápulas: o pastor Iberê e seu ghost-writer, Paulo. O primeiro, um sem-teto que decide virar pastor e enriquecer com uma igreja, o segundo um escritor fracassado e cínico que se dispõe a ajudá-lo na empresa. O resultado é uma sucessão de eventos folhetinescos, com altas doses de êxtase religioso, sexo, drogas e conhaque barato, além de tramoias e traições. Apesar do tom satírico, a narrativa deixa, no final, um gosto amargo na boca do leitor.

SFbBox by casino froutakia